quarta-feira, outubro 19, 2011

Incômodo

Não derramem, por favor. Esperem mais um pouco. Aguardem o instante final, será mais reconfortante. Prometam que ficarão presas, sufocando-me... Doce incômodo. Levando pouco a pouco todos os pedacinhos quebrados. Não os jogue fora ainda, talvez haja algum resquício de esperança. Guarde-os com carinho, lembrem-se que um dia estiveram no teu lugar. É apenas um sintoma diferente, causado pela mesma doença.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba as postagens por e-mail