quarta-feira, janeiro 25, 2012

Enlace

Eu estava à procura do texto perfeito, para curar o coração de alguém que amo... Então me dei conta de que palavras soltas não possuem poder cicatrizante; apenas sentimentos sinceros o detêm. E foi nesse instante que me desarmei. Despi tudo o que era desnecessário,  fiquei livre e pura para oferecer minha mão. Deixei minhas fúteis angústias e fui cuidar de Nossas tristezas. 
Fomos, a partir desse momento, apenas um, dividindo as gotas mais sinceras que já existiram. Mas me senti impotente, de certa forma. Era tão ínfimo...! Tão distante...
Parei de pensar e me deixei sentir, para ver sua alma. E percebi que, a cada lágrima que eu vertia, era  uma a menos derramada por meu querido. Isso bastou-me; fechei meus olhos, sentei-me ao seu lado, toquei-lhe os lábios com minhas pétalas e observamos 43 pores-do-sol.



2 comentários:

Receba as postagens por e-mail