terça-feira, novembro 08, 2011

Fuga

E eis que ela abandonou todas as coisas antigas, fugiu em busca do Novo... Sonhava com sua Liberdade todas as noites, quando fechava os olhos... Sentia-se livre em si mesma; mas ao encarar a realidade decepcionava-se. Ansiava por Ser, não só interiormente, queria ser dona de suas decisões, de seu “destino”... Dona de seus amores, suas dores, de sua Vida. Queria ser diferente, no entanto não percebia que já o era. Atraída pelo impossível, fugiu, acompanhada pela escura noite de Lua Nova, sem rumo, sem lembranças, sem olhar para trás.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba as postagens por e-mail